Grupo IDEIAS promove 1º Masterclass em Planejamento em Gestão de Resíduos do ES

nova

A cidade de Vitória recebeu nos dias 24 e 25/11 o 1º Masterclass Planejamento em Gestão de Resíduos – qualificação que preparou os profissionais da área para lidar com os desafios do planejamento de gestão de resíduos sólidos. O curso foi realizado no hotel Golden Tulip, das 8h às 18h. Foram apenas 40 vagas disponíveis e os participantes selecionados com base na experiência e currículo.

Está é a primeira vez que uma qualificação nesta área é realizada no Estado, em um momento em que a elaboração e a implementação dos planos de resíduos sólidos são desafios a serem enfrentados por estados e municípios, em cumprimento a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS).

A realização do masterclass é do Grupo IDEIAS que, para ministrar a qualificação, trouxe ao Estado dois grandes nomes da área de Gestão de Resíduos Sólidos: o presidente do Comitê Científico e Técnico da Associação Internacional de Resíduos Sólidos (ISWA), o grego Antonis Mavropoulos; e o diretor executivo da Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe), Carlos Silva.

De acordo com a Relações Públicas do Grupo IDEIAS, Tereza Romero, o Masterclass abrangeu todos os aspectos do planejamento da gestão de resíduos, analisando estudos de caso, apresentando a situação atual no Brasil e no mundo e soluções sustentáveis e acessíveis para a gestão de resíduos.

“A integração entre políticas públicas precisa ser pensada com visão macro na perspectiva nacional, estadual, regional e municipal. Estamos vivendo um momento em que é fundamental que decisões sejam tomadas e que os planos de resíduos sólidos sejam definitivamente estruturados e implementados pelos municípios”, destaca Tereza Romero.

Ela alerta, ainda, que, de acordo com a legislação, os estados e municípios que não tiverem seus planos elaborados não poderão ter acesso a recursos da União, ou por ela controlados, para serem utilizados em empreendimentos e serviços relacionados à gestão de resíduos sólidos. “O masterclass dará uma visão geral em termos de planejamento, gestão e tecnologias para a implantação desses planos”, completa.

Apresentações com os principais especialistas em Gestão de Resíduos no Brasil e no Mundo

O 1º Masterclass Planejamento em Gestão de Resíduos foi ministrado por dois dos principais especialistas em Gestão de Resíduos Sólidos no Brasil e no mundo. Antonis Mavropoulos é presidente do Comitê Científico e Técnico da Associação Internacional de Resíduos Sólidos (ISWA) e o fundador da D-Waste – rede internacional que congrega especialistas em gestão de resíduos sólidos. Com mais de 20 anos de envolvimento na gestão de resíduos, Mavropoulos trabalhou como consultor e pesquisador em vários países da Europa, África, América Latina e Caribe, e já completou mais de 200 projetos dedicados a diferentes temas relacionados à gestão de resíduos.

Já o diretor executivo da Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe), Carlos Silva, é um dos grandes nomes no Brasil quando o assunto é Gestão de Resíduos Sólidos. Secretário Executivo da Rede Íbero-Americana de Resíduos Sólidos, Carlos Silva também é coordenador da Regional da América Latina da Associação Internacional de Resíduos Sólidos (ISWA).Durante os dois dias do masterclass, os especialistas apresentaram a história da gestão de resíduos, planejamento de sistemas integrados, sistemas regionais e municipais, a hierarquia dos resíduos, tecnologias e ferramentas na área, entre outros temas. O curso é direcionado, especialmente, para representantes de instituições públicas e privadas, empreendedores, investidores e representantes da sociedade civil organizada.

“Foi uma grande oportunidades para os profissionais da área aprenderem com experiências internacionais e familiarizarem-se com ferramentas modernas de gestão de resíduos”, afirma a Relações Públicas do Grupo IDEIAS, Tereza Romero.

 Cenário da Gestão de Resíduos Sólidos ainda assusta

Segundo pesquisa da Abrelpe e do IBGE, a geração total de Resíduos Sólidos Urbanos (RSU) no Brasil em 2013 foi de 76.387.200 toneladas, o que representa um aumento de 4,1%, índice que é superior à taxa de crescimento populacional no país no período, que foi de 3,7%. Desses, 69.064.935 toneladas foram coletadas no ano: 58,3 % seguiram para aterros sanitários e os 41,7% restantes correspondem a 79 mil toneladas diárias, que são encaminhadas para lixões ou aterros controlados. No Espírito Santo, em 2013, foram gerados 3.197 toneladas por dia de RSU, sendo coletados 2.931 t/dia.

Estima-se que 59% dos municípios brasileiros ainda dispõem seus resíduos de forma ambientalmente inadequada em lixões ou aterros controlados (lixões com cobertura precária). De acordo com a Pesquisa de Informações Básicas Municipais, ano base 2013 (IBGE, 2014), apenas 1.865 municípios declararam possuir planos de gestão integrada de resíduos sólidos nos termos da Política Nacional de Resíduos Sólidos.